Como Se Chama O Trabalho Final Do AcadMico Que Pretende Ser Doutor?

Como se chama o trabalho final do doutorado?

A tese é um trabalho acadêmico Stricto sensu que importa em contribuição inédita para o conhecimento e visa a obtenção do grau acadêmico de doutor. O doutorando deve defender uma ideia, um método, uma descoberta, uma conclusão obtida a partir de uma exaustiva pesquisa e trabalho científicos.

Como se chama o trabalho final do acadêmico Pretende-se doutor?

Geral A Coordenação de Acervo Bibliográfico e Multimeios traz nesta semana a informação sobre a diferença entre Monografia, Dissertação e Tese A Coordenação de Acervo Bibliográfico e Multimeios traz nesta semana a informação sobre a diferença entre Monografia, Dissertação e Tese. A monografia é um trabalho acadêmico, comumente apresentado ao final da graduação ou especialização ( Lato sensu ).

Neste tipo de trabalho realiza-se uma pesquisa na qual constam o tema, os objetivos, problema, fundamentação teórica, análise, resultados e considerações da temática abordada. A dissertação é um trabalho Strictu Sensu (sentido estrito), que se destina à obtenção do título de mestre. Utiliza-se de um método investigativo científico experimental, com materiais de pesquisa empírica (uso de entrevistas, coleta de dados, observação sistemática etc.) em seu estudo.

A dissertação de mestrado não precisa trazer uma contribuição inédita sobre uma área de conhecimento. A tese é um trabalho Strictu Sensu, destinado à obtenção do título de doutor. Exige, porém, uma contribuição inédita sobre um tema específico, diferentemente da dissertação.

Diferença entre tese e dissertação: descubra as particularidades. Disponível em: https://blog.mettzer.com/diferencas-entre-tcc-monografia-dissertacao-e-tese/, Acesso 11 dez.2020. Qual a diferença entre monografia, dissertação e uma tese? Disponível em: https://www.sigaa.ufs.br/sigaa/public/programa/secao_extra.jsf?lc=pt_BR&id=225&extra=121402410, Acesso 11 dez.2020.

Qual o nome do trabalho que faz no final da faculdade?

Quem vive a vida acadêmica, em algum momento já ouviu falar da famosa sigla TCC. Em definição, ela trata do Trabalho de Conclusão de Curso e apresenta o resultado final de um estudo realizado em atendimento aos critérios de uma Instituição de Ensino Superior.

Qual a diferença entre TCC e tese de doutorado?

Cabe destacar que, no meio acadêmico, o uso do termo TCC está popularizado para as monografias de graduação e pós-graduação lato sensu. No caso da pós-graduação stricto sensu, usa-se os termos dissertação e tese para os cursos de mestrado e doutorado, respectivamente.

Qual a diferença entre monografia e tese?

A tese seria o texto mais avançado entre todos e que deve, necessariamente, representar a apresentação de uma ideia original, de autoria, o que não é exigido para a monografia nem para a dissertação’, detalha. Monografia – O termo ‘ monografia ‘ deriva de duas palavras gregas: mónos (um único) e graphein (escrever).

Como é a tese de doutorado?

Como fazer uma tese de Doutorado? – Como parte mais importante do curso de doutoramento, a tese é o resultado final de uma pesquisa. Vamos ver em detalhes. A tese de doutorado é o trabalho acadêmico que apresenta o resultado de uma pesquisa científica original e envolve necessariamente leituras, observações, investigações e reflexões.

Qual a diferença entre monografia TCC dissertação e tese?

Cabe destacar que, no meio acadêmico, o uso do termo TCC está popularizado para as monografias de graduação e pós-graduação lato sensu. No caso da pós-graduação stricto sensu, usa-se os termos dissertação e tese para os cursos de mestrado e doutorado, respectivamente.

Qual o trabalho de um mestrado?

Faço ou não faço um Mestrado? Tudo que você deve saber antes de decidir. | FIC Antes de decidir: Leia-o, reflita, fale com a família e com amigos. É sempre bom entender melhor onde se está entrando e qual o tamanho do desafio que nos aguarda. Nossas expectativas sobre alguma coisa nem sempre estão corretas.

  • Então, invista um tempinho lendo ao invés de imaginar ‘como seria se fosse’.
  • O que é o Mestrado? O papel do Mestrado é transformar você num Mestre.
  • O Mestre não é necessariamente alguém que vai dar aulas.
  • Mestre significa alguém que está preparado para resolver, por si mesmo ou em equipe, problemas não triviais.

Ser Mestre significa, a partir da necessidade de resolver um problema, descobrir os objetivos a serem atingidos, os passos a serem dados, planejar como atingi-los, e publicar seu trabalho para que possa sofrer a crítica de seus pares e outros especialistas.

  1. Resumindo, um Mestre é alguém capaz de levar a cabo um processo de investigação e conclusão de maneira apropriada (científica, ética, metodológica e honesta).
  2. Um Mestrado não transforma ninguém num especialista (aliás, nem as especializações).
  3. Um especialista ou expert consegue este status (porque é só isso que é) através de sua dedicação e trabalho.

Diz-se, nos Estados Unidos, que alguém é especialista num assunto após 10.000 horas de dedicação ao mesmo (aproximadamente o tempo de um doutorado). ‘Especialista’ remete o entendimento para ‘autoridade’. Não existem ‘autoridades’ em ciências, como dizia C.

  • Sagan. A palavra de nenhuma pessoa está acima do exame minucioso de outrem.
  • A finalidade de um Mestrado é formar um pesquisador, alguém capaz de descobrir o que precisa.
  • Acontece, felizmente, de ser isso também uma das principais habilidades desejáveis em um professor.
  • Se, além disso, seu trabalho de Mestrado o transformar num especialista em alguma área, melhor ainda.

Seu trabalho de Mestrado deverá comprovar que você (e não outrem) é capaz de implementar (levar a cabo do início ao fim) um trabalho não trivial de forma independente (auxílios considerados não fundamentais para sua formação podem existir, mas é seu dever fazer a pesquisa, concluir, escrever, achar os meios e informações necessárias para resolver seu problema, além de outras coisas).

  1. Entenda isto também: o Mestrado é o processo de sua formação.
  2. Não é um processo puramente informativo, é formativo.
  3. Então, coisas como ética, integridade, perseverança, resiliência, caráter, responsabilidade, atitude construtiva e trabalho duro fazem parte do negócio.
  4. Uma das coisas esperadas, por exemplo, é que você seja capaz de lidar adequadamente com pressão e adversidade.

Qual o nível de dificuldade do trabalho de Mestrado? O trabalho deve ter os elementos necessários para que ao final uma banca possa comprovar, testar e avaliar sua capacidade de ser ‘mestre’. É sempre bom lembrar que o Mestrado não habilita ninguém a atuar numa determinada área.

  • O que faz isso é o processo de graduação.
  • Um graduado em Física não poderá assinar uma obra de engenharia só porque fez o Mestrado ou doutorado em Engenharia, um graduado em Enfermagem não poderá emitir um parecer técnico sobre algum equipamento só porque se pós-graduou em Engenharia Biomédica.
  • Se alguém procura habilitação para trabalhar profissionalmente em outra área, deve procurar uma graduação e não uma pós-graduação.
See also:  Qual O Significado Do Nome Noah?

O Papel do Orientando (O que se espera de um aluno de pós-graduação?) É quase incrível, mas os alunos médios de hoje não sabem o que se espera deles. O que devem desempenhar e como. Há até mesmo uma confusão sobre o que é lícito e o que não é. Existe uma diferenciação prática conhecida entre profissionais da educação: o estudante é o aluno que estuda.

  • Aqui vão, então, algumas dicas de como deve ser um estudante de pós-graduação: É você que deve promover sua modificação.
  • O trabalho e o esforço são seus.
  • O Orientador só delineia o caminho, alerta quando alguma coisa está ‘fora dos trilhos’, orienta tecnicamente e até pode ajudar, mas o trabalho deve ser seu! Ele pode indicar alguma literatura ou artigos, mas você deve demonstrar capacidade de garimpar informações para o seu trabalho, de juntá-las de modo coerente e de concluir com competência.

Seu orientador o ajudará neste caminho, mas é você que tem que trilhá-lo. Ética: É você que está fazendo o Mestrado e, portanto, é você que deve fazer todos os trabalhos. Pedir ou pagar para outrem fazê-lo é crime intelectual, sujeito às sanções apropriadas.

Faça e siga cronogramas. Sempre haverá erro em estimativas de tempo e ele pode e deve ser renegociado com seu orientador. O cronograma não deve ser usado como mecanismo de pressão ou opressão, mas sim de planejamento e organização. Lembre-se que seu trabalho deve ser calibrado para que possa ser executado em no máximo dois anos (ou 4 para o doutorado).

O orientador não sabe tudo, nem você. Conversem aberta e francamente sobre as dificuldades. Sempre deixe seu orientador informado sobre a evolução do processo ou sobre quaisquer problemas que possam interferir. É comum a interferência de problemas particulares no processo.

  • Avise sempre seu orientador (pode ser por email ou qualquer forma combinada previamente) para que ele não pense que você está desistindo ou fazendo “corpo mole”.
  • Para qualquer conversa ou discussão, prepare-se! Faça seu “trabalho de casa” antes das discussões.
  • Você deve se preparar revendo primeiro as partes básicas de seu trabalho, depois conhecendo as peculiaridades do assunto e se aprofundando nos detalhes significativos para o seu caso.

É muito ruim quando o orientador percebe que você deixou de se apropriar de algo básico, ou que já deveria estar sabendo de alguma coisa que não sabe. Nas primeiras conversas, isso é comum. Portanto, procure ler artigos, livros e outras referências, procure trazer algumas alternativas de solução, procure sempre uma postura crítica sobre os trabalhos.

  • Nunca leia somente um ponto de vista sobre um assunto.
  • Só porque está escrito num livro ou publicado numa revista não significa que está correto ou completo.
  • Nunca desista! A resiliência e a persistência são qualidades muito apreciadas em pesquisadores.
  • Se você não mostrá- las, é porque não ainda não está pronto para se tornar um Mestre.

Você não pode esperar que seu orientador faça seu trabalho, esse é seu dever! Quando ele fez o Mestrado ou doutorado, foi ‘ele’ quem fez o trabalho todo. Revise sua ortografia e sua gramática (recomendo o livro do Napoleão de Almeida para gramática e sites de dúvidas no português para outras dúvidas).

  1. É muito desagradável ter sua leitura atrapalhada por erros (principalmente gramaticais e ortográficos) de português.
  2. Erros na escrita depreciam o autor.
  3. Pior, dão a impressão de que também a obra é sem valor! A literatura científica deve ser CLARA, UNÍVOCA e OBJETIVA,
  4. Qualquer coisa que retire a atenção do foco do trabalho (como erros de português; orações obscuras, falta de contexto, falta de relevância; orações empoladas, etc) deve ser evitada.

Se você quiser saber mais acesse o texto completo, Texto preparado por Bertoldo Schneider Jr. e baseado na experiência de vários professores e programas de pós-graduação da UTPR. : Faço ou não faço um Mestrado? Tudo que você deve saber antes de decidir.

O que é o significado de tese?

A tese refere-se à ideia principal do texto, que vai conduzir toda a argumentação e refletir o que vai ser defendido nele. Ela deve ser explícita e apresentar um ponto de vista, ou seja, o posicionamento crítico do autor sobre determinado assunto, porém sem marcar sua opinião de forma pessoal.

Qual é a diferença entre TCC e monografia?

Em termos gerais, o TCC é uma atividade obrigatória para a conclusão de um curso de graduação, enquanto a Monografia pode ser um trabalho realizado por estudantes de pós-graduação ou mesmo de graduação em alguns casos específicos.

Qual o nome do trabalho acadêmico?

Perguntas frequentes – O que é trabalho acadêmico? Os trabalhos acadêmicos são os trabalhos que circulam no ecossistema que compreende toda a produção científica das universidades. Quais os tipos de trabalhos acadêmicos? Os principais tipos de trabalhos acadêmicos são: resumo, resenha, pôster, relatório, artigo, TCC, monografia, dissertação, tese, projeto de pesquisa, fichamento, memorial e PIM.

  1. O que é lauda em trabalho acadêmico? Lauda é sinônimo de página.
  2. Então, no trabalho acadêmico, o número de laudas corresponde ao número de páginas do trabalho.
  3. Como fazer um trabalho acadêmico? 1.
  4. Faça um planejamento e um cronograma com as etapas do trabalho e as metas para cumprir.2.
  5. Pesquise muito sobre o tema do seu trabalho em fontes confiáveis.3.

Pesquise sobre como deve ser a estrutura do seu texto.4. Defina a metodologia da sua pesquisa.5. Se comunique com clareza e assertividade.6. Siga às normas da ABNT. Como fazer a introdução de um trabalho acadêmico? 1. Delimite e apresente seu tema.2. Seja breve e assertivo.3.

Apresente o problema de pesquisa.4. Demonstre a relevância do tema.5. Exponha os objetivos da pesquisa.6. Apresente a metodologia utilizada em seu TCC.7. Descreva a estrutura dos capítulos do trabalho. Como formatar trabalho acadêmico? Os trabalhos acadêmicos devem seguir às regras das normas ABNT. O que um trabalho acadêmico deve conter? Isso depende do tipo de trabalho acadêmico.

Cada tipo possui uma estrutura própria. Mas, de forma geral, os trabalhos acadêmicos devem conter: introdução, desenvolvimento com referencial teórico, conclusão e referências bibliográficas. Um do fundadores da Mettzer, é publicitário com pós graduação em Branding e Gestão de projetos.

Quais são os 3 tipos de TCC?

Entre as formas possíveis de realização encontram-se as três mais comuns: a monografia, produção de artigo acadêmico e publicação em revista científica. Entenda o que é cada uma delas e veja que não há motivos para ter medo do trabalho de conclusão de curso.

See also:  Como Humilhar Uma Pessoa Que Se Acha?

O que vem depois da tese?

Como mencionado anteriormente, a tese aparece no texto dissertativo-argumentativo e esse possui a seguinte estrutura: introdução; desenvolvimento; conclusão.

Tem TCC no doutorado?

TCC em pós-graduação é opcional? – Sim, mas apenas nos cursos de pós-graduação lato-sensu conforme definido pela resolução CNE/CES 01 de 06/04/2018. Ou seja, só é possível fazer pós-graduação sem TCC no caso de cursos de especialização e MBAs. Caso você esteja pensando em fazer um mestrado ou doutorado (pós-graduação stricto-sensu), saiba que o TCC ao final do curso ainda é obrigatório nessa modalidade.

Qual é melhor TCC ou monografia?

A monografia é o tipo de TCC mais comum nas faculdades. Ela é um modo pelo qual o Trabalho de Conclusão de Curso é apresentado, e essa é a principal diferença entre o TCC e a monografia. Trata-se de trabalho científico utilizado para debater, analisar, averiguar uma temática específica de forma aprofundada.

Quem faz mestrado defende o quê?

O que é mestrado? – O mestrado é o tipo de curso de pós-graduação indicado para todas as pessoas que desejam receber o título de mestre. Não ficou muito claro, não é mesmo? Mas, desde já, saiba que isso faz muita diferença para a carreira! Um mestre é previamente autorizado e capacitado para dar aulas para cursos de faculdade, como graduação e pós-graduação.

  1. Isso porque, durante toda a sua preparação, recebeu uma educação voltada para a prática docente de nível superior.
  2. E não é só isso! O mestrado também proporciona a oportunidade de ter contato com uma linha de pesquisa, de forma aprofundada.
  3. Desse modo, o estudante aprende a se tornar um pesquisador, conhecendo os métodos científicos e as práticas mais apropriadas para a área de estudo.

É por isso que um mestre também apresenta conteúdos avançados sobre um determinado nicho. Para quem não tem interesse em trabalhar com pesquisas ou na área acadêmica futuramente, esse é um diferencial que também ajuda a encontrar boas oportunidades no mercado de trabalho.

O que é uma tese de mestrado?

A dissertação de mestrado trata-se de um trabalho acadêmico cuja finalidade é a de contribuir com reflexões ou análises sobre um tema específico. Partindo dessa premissa, a dissertação de mestrado não precisa ser inédita, como é o caso da tese de doutorado.

Pode usar tese de doutorado em TCC?

Para citar uma dissertação de mestrado em sua monografia, as regras são as mesmas para: Trabalhos de Conclusão de Curso (TCC), dissertações de mestrado e teses de doutorado.

Qual é o sinônimo de tese?

1 asserção, apresentação, enunciação, enunciado, proposição.

Quais são os tipos de teses?

Existem diferentes tipos de tese de redação, como a tese de causa e consequência, que explora as relações de causa e efeito de um determinado fenômeno; a tese de comparação, que analisa semelhanças e diferenças entre diferentes aspectos; e a tese de argumentação, que defende um ponto de vista embasado em argumentos

O que é depois do doutorado?

1. Fazer pós-doutorado – Caso você tenha terminado o doutorado, mas ainda queira continuar pesquisando, você pode fazer um pós-doutorado, Essa modalidade não é um grau acadêmico porque não confere uma certificação, mas você continua sua pesquisa como um pesquisador profissional.

O que faz depois do doutorado?

Qual é a importância do Doutorado? A conclusão de um doutorado é um marco significativo na carreira acadêmica de uma pessoa. Após anos de estudo intenso e pesquisa rigorosa, a obtenção desse título representa o reconhecimento do domínio de um campo específico do conhecimento.

  1. Porém, muitos doutorandos enfrentaram um sentimento de emoção sobre o que fazer em seguida.
  2. Neste artigo, discutiremos algumas opções e considerações importantes para você que concluiu um doutorado e está se perguntando “E agora?”.
  3. A Dialética tem várias soluções e sugestões perfeitas para você que ainda está em processo de decisão do que fazer após terminar o Doutorado.

Continue neste post e confira alguns dos passos relevantes que podem te ajudar a alavancar a sua carreira acadêmica. Vamos lá?! Carreira acadêmica Uma opção comum para quem concluiu um doutorado é seguir uma carreira acadêmica. Isso pode envolver buscar um cargo de professor universitário, pesquisador ou mesmo um cargo administrativo em uma instituição até de ensino superior.

  • Se você tem paixão pela pesquisa e deseja contribuir para a geração de conhecimento, a academia pode ser o caminho certo para você.
  • No entanto, é importante estar ciente de que a competição nesse campo pode ser acirrada, e a obtenção de uma posição permanente pode exigir dedicação e perseverança.
  • Pesquisa científica Além da carreira acadêmica, muitos doutores optam por seguir uma carreira na pesquisa científica fora do ambiente acadêmico.

Isso pode envolver trabalhar em instituições de pesquisa governamentais, laboratórios industriais ou organizações sem fins lucrativos. A pesquisa fora da academia pode oferecer uma variedade de oportunidades emocionantes e práticas para aplicar o conhecimento adquirido durante o doutorado. Essas posições podem variar de projetos de pesquisa a curto prazo a cargas permanentes de pesquisa em tempo integral.

Empreendedorismo Concluir um doutorado também pode despertar o desejo de iniciar um negócio próprio. Se você possui uma ideia inovadora e acredita que pode transformá-la em um empreendimento bem-sucedido, o empreendedorismo pode ser uma opção atraente. Muitas universidades incentivam seus alunos a explorar o potencial comercial de suas pesquisas e oferecem suporte por meio de programas de incubação de startups e orientação empresarial.

Ensino e consultoria Outra opção para os doutores é o ensino em nível não acadêmico, como cursos de treinamento profissional, educação corporativa ou cursos especializados. Além disso, as consultorias podem ser uma alternativa interessante, permitindo que você aplique seu conhecimento especializado em um contexto prático, ajudando empresas e organizações a solucionar problemas complexos.

Publicar a Tese como livro A publicação da Tese de doutorado como livro pode desempenhar um papel importante no avanço da carreira de um doutorando recém-concluído. Embora a ênfase principal na obtenção de um doutorado seja na pesquisa e na redação da tese, a publicação de livros oferece uma série de benefícios que podem manter a carreira acadêmica e além.

Aqui estão algumas razões pelas quais a publicação de livros pode ser importante:

See also:  Moeda De 1 Centavo Quanto Vale?

Reconhecimento e prestígio: A publicação de um livro acadêmico é um sinal de reconhecimento e prestígio na comunidade acadêmica. Ela mostra que você fez uma contribuição original e substancial para o seu campo de estudo. Isso pode aumentar sua visibilidade como especialista em determinado assunto e abrir portas para colaborações futuras, convites para conferências e outras oportunidades acadêmicas. Credibilidade e autoridade: Ter um livro publicado confere autoridade e confiança à sua pesquisa e ao seu trabalho. A publicação de um livro é uma forma de validar e disseminar suas ideias, teorias e descobertas para um público mais amplo. Isso pode ser especialmente relevante ao buscar cargos acadêmicos, bolsas de pesquisa, financiamento de projetos e até mesmo contratos de consultoria. Impacto e alcance: Ao contrário de artigos de periódicos, que geralmente são lidos por um público mais restrito, os livros têm o potencial de alcançar um público mais amplo. Eles podem ser usados ​​como referência por estudantes, acadêmicos e profissionais interessados ​​em seu campo de estudo. Além disso, a publicação de um livro permite que suas ideias e pesquisas sejam acessíveis por um longo período de tempo, desejando o avanço do conhecimento em sua área. Desenvolvimento da carreira acadêmica: A publicação de livros é frequentemente valorizada no meio acadêmico como um indicador de produtividade e qualidade da pesquisa. Pode fortalecer sua candidatura a cargos de professores universitários, bolsas de pós-doutorado e outras oportunidades de pesquisa. Além disso, ao estabelecer-se como autor de livros, você pode ser convidado para ministrar palestras, participar de mesas-redondas e colaborar com outros pesquisadores renomados. Transferência de conhecimento: A publicação de livros permite compartilhar seu conhecimento de forma mais abrangente e detalhada do que outras formas de publicação. Isso é especialmente relevante se você deseja divulgar suas pesquisas para um público não acadêmico, como profissionais, formuladores de políticas ou o público em geral. Ao tornar seu trabalho acessível a um público diversificado, você pode influenciar debates e contribuir para a aplicação prática do conhecimento.

Independentemente da escolha que você fizer, é importante lembrar que o término do doutorado não é o fim do aprendizado. A vida profissional é um processo contínuo de desenvolvimento e crescimento, e a disposição para adquirir novas habilidades e conhecimentos é fundamental.

  • Por fim, é válido ressaltar que cada pessoa tem suas próprias circunstâncias e interesses.
  • O mais importante é refletir sobre suas paixões, objetivos e aspirações pessoais para encontrar o caminho que seja mais adequado para você.
  • O doutorado é uma conquista significativa, mas é apenas o começo de uma jornada repleta de oportunidades e desafios emocionantes.

Aproveite o momento para celebrar suas conquistas, traçar metas realistas e embarcar na próxima fase de sua carreira com confiança e identidade. Que tal publicar seus estudos como livro acadêmico, com as melhores condições de pagamento, por uma das maiores editoras acadêmicas do Brasil? Na Editora Dialética, a publicação é ágil, o custo-benefício é notável e são oferecidos todos os requisitos para a melhor estratificação no Qualis-livros.

Tem algo depois do doutorado?

E se quer continuar na pesquisa depois do mestrado e doutorado, faz um pós-doutorado. Mas o que afinal se estuda em um ‘pós-doc’? Saiba que essa etapa da vida acadêmica é, de maneira resumida, um trabalho de pesquisa em uma área depois de já ter conquistado o título de doutor.

Qual o trabalho do doutorado?

A Universidade Federal de Goiás (UFG) é reconhecida pela pós-graduação de excelência internacional e amplas oportunidades de desenvolvimento acadêmico e profissional. Entre as opções de pós, destacam-se os dois tipos de mestrado e doutorado: acadêmico e profissional,

Embora sejam programas de pós-graduação, apresentam diferenças entre questões como objetivos, metodologias usadas e as necessidades que atendem. O Mestrado ou Doutorado Acadêmico destinam-se àqueles que desejam seguir uma carreira voltada para a pesquisa científica, a docência universitária ou o aprofundamento teórico em determinada área do conhecimento.

Os discentes têm a oportunidade de adquirir conhecimentos avançados em sua área de estudo e contribuir para o avanço do conhecimento acadêmico. Os programas que ofertam esse tipo de pós enfatizam o desenvolvimento de habilidades de pesquisa, análise crítica e produção científica.

A metodologia requer uma abordagem mais teórica, com ênfase na revisão bibliográfica, elaboração de hipóteses, coleta e análise de dados. Em geral, o estudante é orientado por um professor/pesquisador experiente na área de estudo, com foco no desenvolvimento de uma pesquisa original e visando contribuição científica.

A conclusão do mestrado ou doutorado acadêmico requer a defesa de um trabalho de pesquisa original que representa uma contribuição significativa para o campo de estudo escolhido. Por outro lado, o mestrado ou o doutorado profissional têm como objetivo formar profissionais altamente qualificados para atuarem no mercado de trabalho, com foco na aplicação prática do conhecimento e resolução de problemas reais do setor profissional.

  • Os estudantes desenvolvem competências técnicas, gerenciais e estratégicas relacionadas à sua área de atuação.
  • Durante os programas, são realizados projetos aplicados e atividades profissionais, como estágios e consultorias.
  • Os discentes podem ser orientados por um professor acadêmico, mas também podem contar com a orientação de profissionais atuantes no mercado de trabalho, com experiência prática na área de estudo.

A conclusão do curso geralmente envolve a apresentação de um trabalho final de aplicação prática, que demonstre domínio dos conhecimentos adquiridos e sua aplicação no contexto profissional. Na UFG, há uma diversidade de programas de mestrado e doutorado acadêmicos e profissionais em diferentes áreas do conhecimento.

Os PPGs são desenvolvidos por um corpo docente qualificado e oferecem infraestrutura adequada para o desenvolvimento das atividades acadêmicas e profissionais. Atualmente a Universidade oferta nove programas de mestrado profissional: Mestrado Profissional em Matemática em Rede Nacional (PROFMAT), Mestrado Profissional em Educação Física em Rede Nacional (PROEF), Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva (PPGSC), Mestrado Profissional em Ensino de História (PROFHISTÓRIA), Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção (PPGEP), Programa de Pós-Graduação em Administração Pública (PROFIAP), Programa de Pós-Graduação em Direito e Políticas Públicas (PPGDP), Programa de Pós-Graduação em Ensino na Saúde (PPGES) e Programa de Pós-Graduação em Ensino na Educação Básica (PPGEB),

Quanto a programas acadêmicos, a UFG oferta oportunidades em todas as grandes áreas do conhecimento: Ciências Agrárias, Ciências Exatas e da Terra, Ciências Biológicas, Ciências da Saúde, Ciências Humanas, Engenharias, Linguística, Letras e Arte, Ciências Sociais Aplicadas e Programas Multidisciplinares.