Qual O Animal Mais Perigoso Do Mundo?

Qual O Animal Mais Perigoso Do Mundo

Qual é o animal mais perigoso de todo mundo?

A humanidade vem evoluindo ao longo de milhares de anos, apesar de obstáculos naturais. O fato de existirmos hoje significa que conseguimos nos adaptar e escapar dos principais perigos que ameaçaram a nossa espécie. Antes da construção das casas, os humanos eram expostos ao tempo e a animais perigosos de todos os tipos. Elaphe obsoleta lindheimeri – Cobra-rato-do-Texas — Foto: ( Justin Jensen/ Wikimedia Commons/ CreativeCommons) As cobras são consideradas o animal mais letal do mundo devido ao alto número de humanos que são mortos a cada ano por suas picadas, cerca de 50 mil pessoas por ano no mundo. Em 2020, foram registrados 149,7 mil acidentes com escorpiões no Brasil — Foto: ( Pexels/ Sharath G/ CreativeCommons) De todas as mortes causadas por escorpiões a cada ano, o escorpião amarelo da Palestina é responsável por mais de 75% delas. Esses animais estão equipados com neurotoxinas, assim como as cobras, e podem facilmente matar uma criança ou um idoso, mas são menos propensos a levar a óbito um adulto saudável. Crocodilo-de-água-salgada – Crocodylus porosus — Foto: ( Domínio Público/ WikimediaCommons) Os crocodilos são animais grandes, rápidos e inteligentes, o que lhes permite capturar e devorar quase qualquer presa que preferirem. Mais de 2 mil pessoas são mortas por esses répteis por ano. Elefante africano de savana — Foto: ( Diego Delso/ Wikimedia Commons/ CreativeCommons) O elefante é o maior animal terrestre do mundo e pode facilmente esmagar qualquer um que esteja em seu caminho, e é por isso que ele é o mais perigoso de todos os mamíferos, Os hipopótamos podem se tornar agressivos, caso se sintam ameaçados — Foto: ( William Warby/ Wikimedia Commons/ CreativeCommons) Embora os hipopótamos possam parecer fofos, você não vai querer topar com um deles. Eles se assustam facilmente, podem reagir com agressividade e não hesitarão em atacar um humano, especialmente se um de seus filhotes estiver por perto. Leões são os únicos felinos que convivem em grupos — Foto: ( Diego Delso/ Wikimedia Commons/ CreativeCommons) Apelidado de ‘Rei da Selva’ por bons motivos, estima-se que os leões sejam responsáveis por mais de 200 mortes de humanos todos os anos. São excelentes caçadores e costumam andar em bandos, o que dificulta a fuga de suas presas, Vespa-do-mar (Chironex fleckeri), o animal mais venenoso do planeta — Foto: ( Rickard Zerpe/ Wikimedia Commons/ CreativeCommons) A maioria das águas-vivas não é tóxica, embora suas picadas possam ser extremamente dolorosas. A vespa-do-mar é considerada a criatura mais perigosa do mundo, se considerado o potencial de seu veneno, que pode facilmente matar um humano, levando-o à paralisia e, muitas vezes, ao afogamento. Tubarão-galha-branca-oceânico – Carcharhinus longimanus — Foto: ( OldakQuill/ Wikimedia Commons/ CreativeCommons) Embora os tubarões não matem tantas pessoas quanto outros animais desta lista, você não vai querer encontrar um. Sua quantidade de dentes afiados, tamanho de suas bocas e velocidade na água, os tornam o predador mais perigoso do oceano, causando aproximadamente 10 mortes todos os anos.

Qual é o 10º animal mais perigoso do mundo?

10. Crocodilos: 1 mil pessoas por ano – Crocodilo-do-nilo – Crocodylus niloticus — Foto: ( Dewet/ Wikimedia Commons/ CreativeCommons) Os crocodilos são caçadores oportunistas e qualquer animal que passe perto deles pode estar em perigo. Cerca de 1 mil pessoas a cada ano são atacadas fatalmente por esses animais.

Qual é o bicho mais bravo do mar?

Qual o animal mais perigoso do mar? – A vespa-do-mar, também conhecida como Cubozoa, é o animal mais perigoso das águas por ter uma toxina que consegue matar sessenta homens de uma vez! O animal é encontrado na costa norte da Austrália e sua letalidade ultrapassa os tubarões com facilidade.

  1. Um animal que também amedronta banhistas, nadadores e mergulhadores são as serpentes marinhas, também chamadas de cobras do mar.
  2. O veneno desses bichos são até 10 vezes mais potente que répteis terrestres.
  3. Por fim, o mar é assombrado pelo Peixe Pedra, um animal que possui espinhos ao longo do corpo e que pode se camuflar entre pedras e algas.

Estas criaturas são um risco para mergulhadores que frequentam o oceano Índico e Pacífico. O animal mais perigoso do mundo era aquele que você pensava? Esta lista serve para afirmar que realmente tamanho não é documento! Por último, como nossos bichinhos de estimação, mesmo que inofensivos diretamente, podem trazer doenças mortais, mantenha seu pet vacinado,

Descubra porque os cachorros lambem Cachorro para apartamento: dicas para viver melhor Conheça o enriquecimento ambiental para cães Convivência entre animais: como acostumar dois pets a viverem juntos? Dicas de como educar um cachorro em casa

Qual é o animal mais traiçoeiro do mundo?

Quais são os bichos mais “traíras” do mundo? Continua após publicidade A parada é dura, mas provavelmente são algumas espécies de vespas que, após se desenvolverem dentro de um hospedeiro, devoram o coitado do bicho que as “acolheu”. “Essas relações são chamadas de parasitoidismo.

  • Nela, os ‘invasores de corpos’ vivem do hospedeiro e, ao final de seu ciclo de desenvolvimento, o devoram”, explica o engenheiro agrônomo Ângelo Pallini, da Universidade Federal de Viçosa (UFV), em Minas Gerais.
  • Essa vampiragem no mundo animal ocorre sobretudo entre os insetos, mas certos pássaros, como o cuco Clamator glandarius, que vive na Espanha, também têm um comportamento bem “traíra”.

Aliás, sabe por que esse termo acabou virando sinônimo de um indivíduo traiçoeiro? Porque a traíra é um peixe que vive escondido em locais sombreados, escuros, de onde ataca de surpresa com seus dentões afiados. Sai fora! 😮

ALIEN É FICHINHA! Confira os casos mais impressionantes de trairagem entre os animais VESPA PARALISANTE

A vespa Hymenoepimecis sp. ataca a aranha Plesiometa argyra e, após paralisá-la com veneno, injeta seus ovos no abdome do aracnídeo. Lá dentro, as larvinhas do inseto passam até duas semanas alimentando-se do sangue alheio. Nesse período, as larvas liberam uma substância química na corrente sanguínea da aranha.

  1. Ao atingir o sistema nervoso do aracnídeo, essa substância provoca mudanças comportamentais.
  2. A aranha passa a construir sua teia de forma completamente diferente do padrão circular usual.
  3. Na verdade, o que ela faz é elaborar um suporte perfeito para o casulo da parasita.
  4. Assim que a “teia” fica pronta, as larvas deixam o corpo da aranha e a devoram.

Em seguida, entram no casulo para terminar seu ciclo de desenvolvimento e tornar-se uma vespa adulta. Continua após a publicidade LAGARTA-ZUMBI A vespa do gênero Glyptapanteles gruda na lagarta Thyrinteina leucocerae, inserindo até 80 ovos em seu corpo.

Após deixarem a casca, as larvinhas passam a se alimentar dos fluidos do hospedeiro. Ao atingir o estágio final de desenvolvimento, as larvas deixam o corpo da lagarta rasgando sua pele com os “dentes”. A partir daí, a lagarta assume o papel de “guarda-costas” das pupas, que é o estágio intermediário entre as larvas e as vespas adultas.

A ciência ainda não conseguiu decifrar o mecanismo desse fenômeno, mas o fato é que, como se fosse um zumbi, a lagarta para de se alimentar e defende as pupas até a morte, dando cabeçadas em percevejos que tentam atacá-las. CUCOS MAFIOSOS O cuco Clamator glandarius, comum na Andaluzia, sudoeste da Espanha, invade o ninho de outras aves, sobretudo pombos e picapaus, obrigando-os a chocar os ovos do pássaro pilantra.

  • Se a ave hospedeira tentar jogar fora os ovos introduzidos em seu ninho, bandos de cucos partem para o ataque e, como um legítimo grupo de mafiosos, destroem os ovos da rebelde e bicam seus filhotes até a morte.
  • Assim, com medo da retaliação, a coitada da ave acaba sendo obrigada a cuidar dos ovos do cuco.
See also:  Qual O Nome Dessa MSica?

Depois de nascer, os filhotinhos dos mafiosos ainda são alimentados no ninho de suas “babás” por mais de duas semanas. Continua após a publicidade “ÓRFÔ ASSASSINA Em geral, formigas comem lagartas. Isso não vale para duas espécies de formigas vermelhas Myrmica.

  1. Ao achar larvas da borboleta Maculinea alcon, elas as levam cuidadosamente para o formigueiro: é que substâncias na pele das larvas fazem com que elas sejam confundidas com formiguinhas órfãs Dentro do formigueiro, as intrusas são alimentadas como se fossem larvas de formigas.
  2. Não bastasse isso, as órfãs ainda retribuem a generosa acolhida devorando as crias de suas anfitriãs.

Logo antes de completar o ciclo larval e virar pupa, a lagarta escapa do formigueiro. Acredita-se que ela faça isso moldando seu odor ao das formigas de modo a confundir as guardiãs do local. GRILO ESCRAVIZADO Tudo começa quando um grilinho desavisado – gafanhotos também podem cair nessa – bebe água contaminada com larvas do verme Spinochordodes tellinii.

  1. Depois de ingeridas, elas vão crescendo numa boa dentro do hospedeiro.
  2. O estágio final de desenvolvimento desse verme ocorre dentro de um meio aquoso.
  3. Para tanto, o parasita “ordena” que o grilo dê um mergulho fatal em um riacho ou corpo d’água qualquer.
  4. Uma vez dentro d’água, o verme deixa o corpo do hospedeiro morto e segue sua vida adulta, procurando um parceiro para acasalar e gerar novos “monstrinhos”.

Continua após a publicidade Created with Sketch. A melhor notícia da Black Friday Assine Super e tenha acesso digital a todos os títulos e acervos Abril*. E mais: aproveite uma experiência com menos anúncio! É o melhor preço do ano! *Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas.

Qual é o animal mais fraco de todos?

1 – Camaleão Brookesia micra.

Por que o hipopótamo é tão perigoso?

Os hipopótamos estão entre os animais mais agressivos do planeta. E sua mordida tem uma pressão equivalente a 825 quilos – uma das mais fortes do mundo. Sobre a velocidade, os hipopótamos não nadam. Eles precisam pisar no fundo para se locomover e, geralmente, saltam ou correm.

Qual o mamífero que mais mata no mundo?

Hipopótamo – Legenda da foto, Hipopótamos pode pesar até 2.750 quilos O hipopótamo é o mamífero terrestre mais mortal do mundo, matando cerca de 500 pessoas por ano na África. São também criaturas agressivas, com dentes afiados. Pesando em média 2.750 quilos, eles podem esmagar um ser humano até a morte.

Qual é o animal mais velho do mundo inteiro?

Entre eles, um artigo publicado pela National Geographic menciona o tubarão-da-Groenlândia (Somniosus microcephalus) como o vertebrado mais longevo do mundo. O peixe cartilaginoso é capaz de viver 400 anos, o dobro da idade do animal terrestre mais longevo: a tartaruga-gigante.

Qual o animal mais difícil de morrer?

10 animais com maior longevidade do mundo A expectativa de vida humana varia significativamente ao redor do mundo, oscilando entre 45 anos em Suazilândia, na África, até 82 anos na Suíça, na Europa. Como isto se compara com as outras espécies? A tartaruga gigante das ilhas Galápagos é conhecida por sua longevidade e algumas delas já chegaram até os 177 anos.

  1. Harriet, uma das tartarugas que supostamente foi coletada pelo naturalista Charles Darwin, morreu em 2006 com 175 anos.
  2. O jabuti gigante do Atol de Aldabra, em Seicheles, também sobrevive por muitos anos, mas assim como seus primos distantes de Galápagos, é difícil datar precisamente já que os animais tendem a viver mais do que seus cuidadores humanos.

Mas o prêmio de animal com maior expectativa de vida no mundo fica com um tipo de molusco bivalve cujo nome cientifico é Arctica islandica. Graças a seu metabolismo (bem) lento, o animal vive aproximadamente 400 anos. Um deles, que recebeu o nome de Ming, foi parar até no Livro Guinness dos Records como o animal mais antigo encontrado vivo do mundo.

10º) Oreo warty Expectativa de vida: 140 anos. 9º) Peixe-relógio Expectativa de vida: 149 anos. 8º) Jabuti-gigante-de-aldabra Expectativa de vida: 152 anos. Expectativa de vida: 152 anos. 6º) Bodião shortraker Expectativa de vida: 157 anos. 5º) Tartaruga-das-galápagos Expectativa de vida: 177 anos. 4º) Ouriço-vermelho Expectativa de vida: 200 anos. 3º) Bodião de rougheye Expectativa de vida: 205 anos. 2º) Baleia-da-groenlândia Expectativa de vida: 211 anos. 1º) Arctica islandica 1º) Arctica islandica Expectativa de vida: 400 anos.

10º) Oreo warty Expectativa de vida: 140 anos. : 10 animais com maior longevidade do mundo

Qual é o animal que mais causa morte?

1. Mosquitos. Além de serem incômodos, os mosquitos podem levar à morte.

Qual é o animal mais inteligente do mundo inteiro?

Dizem que o ser humano é o mais inteligente do reino animal. Além de nós, chimpanzés, gorilas, orangotangos e outros primatas têm cérebros sofisticados e praticam ações que demonstram um grau de inteligência bastante elevado. Mas, fora os primatas, outras espécies parecem ser também bem desenvolvidas.

Veja a lista abaixo: 1. O porco Provavelmente você está surpreso, mas é isto mesmo: entre os animais domesticados pelo homem, o porco é o mais inteligente do planeta. Por incrível que pareça, as pesquisas comprovam que as habilidades do porco chegam a superar as dos cachorros e gatos. Eles entendem como funciona um espelho, por exemplo.

Numa experiência realizada há alguns anos, alguns porcos foram treinados para movimentar um cursor com os focinhos, numa tela de vídeo, e a diferençar imagens que já tinham visto de outras que estavam vendo pela primeira vez. Eles foram mais bem sucedidos do que chimpanzés.2.

O polvo Você se lembra daquele polvo, o “Paul”, do Aquário Marinho (Sea Life Centre) de Oberhausen, na Alemanha? Aquele que fez sucesso durante a Copa do Mundo, na África do Sul, acertando muitos resultados de jogos? Pois bem, está provado que, da mesma forma que os porcos são os animais mais espertos entre as espécies domesticadas, os polvos são os mais inteligentes entre os invertebrados.

Testes com labirintos e resolução de problemas provaram que esses octópodes possuem memórias de fatos recentes e remotos. Eles conseguem abrir frascos, apertar parafusos e até pegar um sanduíche dentro de uma cesta. São os únicos invertebrados que são capazes de usar ferramentas.

Alguns foram vistos pegando cascas de coco e transformando-as em abrigos.3. O corvo “Nevermore!” (“Nunca mais!”) dizia essa ave, no poema “The Raven” (“O Corvo”), de Edgar Allan Pöe. Sim, o corvo é capaz de imitar o som de algumas palavras, como o papagaio. Em diversas lendas, o corvo aparece como um trapaceiro ou portador de maus presságios, mas, na realidade, eles são bastante inteligentes.

Como os polvos, eles são capazes de usar ferramentas simples, armazenar alimentos para o inverno e memorizar experiências para uso em circunstâncias futuras. Um deles foi observado usando a folha dura de uma árvore, como se fosse uma faca, para fazer nozes caírem numa rua movimentada e serem esmagadas pelas rodas dos automóveis, para que eles pudessem comer as sementes.

Notável, não? Eles também podem reconhecer pessoas e lembrar-se dos seus rostos durante anos.4. Os golfinhos Estes, com toda certeza, são um dos animais mais inteligentes de toda a espécie animal. Parece até que eles têm uma linguagem própria e, por meio dela, se comunicam entre si. Cientistas fizeram diversas tentativas para decifrar essa linguagem, mas, até agora, não obtiveram sucesso.

Quem já viu esses cetáceos se exibindo em aquários, sabe que eles são capazes de obedecer a inúmeros comandos dos seus treinadores. Há alguns anos, pescadores viram golfinhos arrancando pedaços de esponjas do mar e envolvendo seus narizes com eles, para evitar escoriações.5.

Os elefantes Esses paquidermes extremamente inteligentes vivem em sociedades complexas, nas quais prevalece uma hierarquia e demonstram solidariedade com outros animais. As fêmeas, quando grávidas, reconhecem e comem certo tipo de erva que induz o parto. Usam ferramentas para diversas finalidades. Certa vez, um grupo de elefantes foi visto atirando pedras com as trombas em cercas eletrificadas para cortar a corrente.

Por ocasião da morte de um membro do grupo, seguem rigorosos e complicados rituais fúnebres e costumam visitar os túmulos dos falecidos.

See also:  Quanto O SaláRio MíNimo Nos Estados Unidos?

Qual é o animal mais temido dos oceanos?

Quando falamos em predadores logo pensamos nos grandes animais terrestres como leões, ursos, lobos e tigres. Mas esses temidos bichos não são páreo para os gigantes marinhos que fazem parte do topo da cadeia alimentar dos oceanos e mares, Muitos deles, infelizmente, estão ameaçados de extinção,

O mais conhecido caçador marítimo é a orca, também chamada de baleia-assassina. Com tamanhos enormes (os machos atingem 10 metros de comprimento e cerca de 10 toneladas, as fêmeas chegam a 8,5 metros de comprimento e pesam entre 6 e 9 toneladas), elas possuem cores branca e preta. Em suas superfícies, desenhos bem definidos variam sutilmente entre as populações de subespécies espalhadas pelos oceanos.

As orcas têm um sistema social complexo: seguem uma linha matriarcal, com uma fêmea mais velha liderando o grupo e seus descendentes. Extremamente inteligentes, elas são capazes de saudar com carícias e sons animais de famílias diferentes ou parentes em um ritual de reconhecimento.

  1. O nome baleia-assassina, consagrado pelo cinema, de correto não tem nada.
  2. Primeiro, porque as orcas não são baleias, elas fazem parte do grupo dos golfinhos.
  3. Aliás, são os maiores representantes da ordem desses animais, os cetáceos.
  4. Outro erro nesse apelido é que as orcas não são assassinas, mas caçadoras.

A primeira descrição da espécie foi feita por um dos maiores naturalistas da Antiguidade, o romano Plínio o Velho, que já a descrevia como um monstro marítimo feroz. Herança dos antigos romanos, o nome orca deriva de orcus, que significa inferno ou deus da morte.

  • O termo baleia-assassina foi uma tradução direta do inglês whale killer, resultado errôneo da tradução do espanhol e posteriormente do português.
  • O significado original era “assassina de baleias”.
  • O fato é que as orcas caçam peixes, polvos, pinguins, tartarugas, tubarões, leões-marinhos, focas e baleias (essas muitas vezes bem maiores).

Para capturá-las, elas usam táticas elaboradas: algumas orcas espantam a presa, enquanto outras atacam de surpresa, assim como fazem os leões para encurralar suas presas. As orcas também capturam baleias filhotes: perseguem a mãe e sua cria até que fiquem cansadas, depois afundam o filhote, impedindo que ele suba à superfície para respirar.

  • Após morrer por afogamento, elas o devoram.
  • Os leões-marinhos são caçados até mesmo nas praias, quando estão muito próximos da água.
  • Depois de abatidos, são lançados para o alto com fortes golpes aplicados pelas orcas, utilizando sua potente nadadeira da cauda.
  • O intuito é soltar a pele do leão-marinho para poder devorar a carne com mais facilidade.

À primeira vista todas essas descrições parecem cruéis, mas trata-se de comportamentos e adaptações para a sobrevivência. Nunca houve um registro de acidente com seres humanos causado por orcas na natureza, diferentemente do que já aconteceu no cativeiro.

Quem assiste às apresentações de orcas e golfinhos nos parques aquáticos espalhados pelo mundo não imagina o tormento que esses animais passam. Espécies que dificilmente se reproduzem em cativeiro, por isso, a grande maioria é capturada por redes nos oceanos. Muitos morrem ou sofrem consequências geradas pela captura, como doenças respiratórias adquiridas por longa permanência fora da água, estresse constante e abortos em fêmeas grávidas.

São levados para viver em piscinas minúsculas se comparadas à sua vida em liberdade, e nelas sua pele e olhos sofrem com os produtos químicos usados nas águas do seu novo “lar”. São forçados a fazer truques e acrobacias e quando não o executam sua alimentação é retirada.

  1. Tudo isso é extremamente desastroso para os animais e pode trazer consequências para seus treinadores.
  2. Um exemplo foi o que aconteceu em 2010 no Parque Sea World, nos Estados Unidos.
  3. Uma orca macho chamada Tilikum matou sua treinadora por afogamento segurando-a pelos cabelos no fundo da piscina.
  4. Essa mesma orca já havia feito outra vítima em um parque no Canadá em 1991.

Culpada pelo acidente ou revoltada pela prisão? Uma parente próxima das orcas é a baleia-cachalote. Sua fama originou-se após o lançamento do livro Moby Dick, do norte-americano Herman Melville, em 1851. Na obra, um cachalote-branco consegue sobreviver aos ferimentos causados por vários caçadores e destruir a todos que a machucaram.

Os cachalotes são os maiores animais com dentes existentes no planeta. São mamíferos que podem mergulhar a até 3 mil metros de profundidade durante 90 minutos! Capturam peixes, arraias, polvos e as misteriosas lulas-gigantes, que vivem em grandes profundidades e pesam até 300 quilos. Muitos cachalotes apresentam marcas das ventosas das lulas-gigantes em sua pele.

São cicatrizes das batalhas travadas entre esses grandes animais durante as caçadas. No passado, os cachalotes foram caçados aos milhares. Os principais alvos eram os grandes machos, e registros de esqueletos em museus mostram que eles podiam atingir até 26 metros de comprimento e 125 toneladas.

  • Os machos menores foram os que deixaram os descendentes atuais.
  • Por isso, hoje os cachalotes atingem no máximo 18 metros e 52 toneladas.
  • Bem menores, parte dos pinípedes é de predadores excepcionais,
  • O grupo desses animais é representado pelos leões-marinhos, elefantes-marinhos, lobos-marinhos, morsas e focas.

Uma espécie pouco conhecida, já que vive nas águas geladas da Antártida, é a foca-leopardo. São mamíferos robustos e musculosos. As fêmeas são geralmente maiores, medindo até 3,5 metros e pesando 600 quilos, e os machos têm 3 metros e 400 quilos. Estão entre os mais eficientes predadores dos oceanos, temendo apenas as orcas.

Seu principal alimento são os pinguins, que fogem prontamente quando avistam uma foca-leopardo. Existe apenas um registro oficial de acidente com pessoas. Em 2003, uma foca-leopardo atacou e matou uma bióloga mergulhadora. Com exceção de pesquisadores, dificilmente uma pessoa poderá ter contato com o animal.

Outro predador de pequeno porte é um animal mais comum, a moreia. Embora pareçam uma cobra, elas não são serpentes, são peixes com dentes bem afiados. Elas não possuem veneno e não matam pessoas. Caçam apenas outros peixes para sobreviver. É fácil adivinhar qual o animal mais temido de todos os habitantes dos oceanos, não? Os tubarões, com algo em torno de 375 espécies diferentes.

A maior delas é o tubarão-baleia, que chega a 12 metros de comprimento e 13 toneladas. Embora tenha esse tamanho todo, são peixes filtradores que se alimentam de minúsculos organismos animais e vegetais chamados plâncton. As espécies mais vorazes e que, por consequência, são as que acabam causando mais acidentes com seres humanos são o tubarão-tigre, o tubarão-branco e o tubarão-cabeça-chata.

O tubarão-tigre vive nas águas tropicais dos oceanos. É bastante comum no Nordeste do Brasil. Seus dentes possuem forma triangular curva, parecidos com um abridor de latas, possibilitando cortar ossos, carne e até o casco da tartaruga. O tubarão-tigre gosta muito de caçar peixes, focas, lulas e tartarugas.

See also:  Quem Iansã?

Seu nome vem das listras verticais que possui em suas costas. O tubarão-branco é o maior carnívoro entre todos. Os adultos podem atingir entre 5 e 6 metros de comprimento e 1,9 tonelada de peso. Apesar do seu nome, ele é branco apenas em seu ventre, suas costas são cinza ou azuladas. Esse padrão de cores serve como camuflagem, para confundir a presa.

Gostam de caçar mamíferos marinhos, principalmente focas e leões-marinhos. Próximo à Austrália, os tubarões-brancos atiram-se com tanta força para abocanhar focas na superfície que acabam saltando para fora da água com a presa entre os dentes antes de mergulhar.

Um tubarão adulto pode engolir até 14 quilos de carne em uma só mordida. A espécie de tubarão que causa mais acidentes com pessoas é o cabeça-chata, cujo comprimento varia entre 2 e 3 metros. Alimenta-se de peixes, arraias e até aves marinhas. Vivem tanto na água salgada quanto na doce. Já foram encontrados a 3 quilômetros acima do Rio Mississippi e existem relatos de que já subiram o Rio Amazonas até a cidade de Manaus.

No Brasil são encontrados, principalmente, nas praias da cidade do Recife, onde foram responsáveis por diversos ataques a banhistas. Vários fatores podem estar ligados a esses ataques, como o aumento do número de banhistas, a influência dos ventos, correntes marítimas e o relevo submarino.

  • Mas especialistas defendem que a construção do Porto de Suape, ao sul do Recife, pode ser o maior fator para o grande número de tubarões na área, já que esses animais costumam seguir as grandes embarcações à procura de restos de alimentos que são jogados nos oceanos.
  • Ameaças 
A caça às baleias foi uma atividade atrativa durante muitos anos.

Navios-fábrica conseguiam capturar muitos animais e processar a carne, o óleo e outros produtos. A captura foi proibida em meados dos anos 1980. A autorização da pesca com “fins científicos”, no entanto, em alguns países, principalmente o Japão, continua abatendo baleias todos os anos.

  1. Os produtos obtidos com essas práticas são facilmente encontrados nos mercados japoneses.
  2. As orcas também foram amplamente caçadas no século XX.
  3. O país que mais as abateu foi a Noruega: em média, 56 animais foram mortos por ano, no período de 1938 a 1981.
  4. O Japão capturou, também em média, 43 orcas por ano, entre 1946 e 1981.

Levando em conta que uma fêmea tem no máximo cinco filhotes em toda a vida, a recuperação das populações desses animais é bastante lenta. Entre outras ameaças, destacam-se as colisões com grandes navios, a captura em redes de pesca, a contaminação com produtos tóxicos, a ingestão de resíduos, como plástico, e a poluição química e sonora.

  • Os tubarões também são afetados por esses efeitos e impactos, incluindo a pesca esportiva.
  • Como o homem não faz parte da cadeia alimentar dos predadores marinhos, os fatos que eventualmente aconteçam são mesmo acidentais.
  • Se nada for feito, porém, para preservarmos os oceanos e seus moradores, em pouco tempo muitas espécies desaparecerão.

É possível utilizarmos os recursos marinhos de forma menos agressiva e mais equilibrada, possibilitando a reprodução e a recuperação de peixes e outros animais que fazem parte dessa cadeia. A única certeza é de que se continuarmos impactando dessa forma os oceanos, os efeitos atingirão aos animais e, sem dúvida, também a nós mesmos.

Qual é o réptil mais perigoso do mundo?

1. Cobra – Por fim, o animal mais perigoso do mundo é a cobra, uma vez que consegue injetar um poderoso veneno no organismo de outros animais, com suas presas. Somando as inúmeras espécies venenosas existentes, as serpentes são responsáveis pela morte de aproximadamente 50 mil pessoas por ano. Continua após a publicidade Fonte: Science Alert, Cnet

Qual animal representa a mentira?

Para os cristãos, a cobra é vista como o símbolo da falsidade e persuasão. Porém, a cobra ainda é um animal visto como bastante admiração por algumas culturas.

Qual é o animal mais fraco de todos?

1 – Camaleão Brookesia micra.

Qual é o felino mais perigoso do mundo?

1. Gato-bravo-de-patas-negras – Apesar de pequeno, ele possui alto rendimento quando comparado a outras espécies em termos de caça, o que o faz ser considerado o felino mais mortal de todos. Para se ter uma ideia, os ( Felis nigripes ) chegam a capturar e predar, em média, 14 por dia. O gato felis negripes é selvagem e não deve ser domesticado — Foto: ( Pexels/ Skyler Ewing/ CreativeCommons) Também conhecidas como guepardos, as chitas ( Acinonyx jubatus ) são os animais terrestres mais rápidos que existem. Além da velocidade extrema em linha reta, elas possuem a capacidade de frear e mudar de direção rapidamente. Foram registrados animais da espécie correndo a até 130 km/h. A chita é um animal predador que prefere caçar as presas por meio de perseguições a alta velocidade — Foto: ( Thomas Fuhrmann/ Wikimedia Commons/ CreativeCommons) Os leopardos ( Panthera pardus ) se adaptam a diferentes ambientes como nenhum outro felino selvagem, podendo ser encontrados desde os desertos do sul da África às florestas boreais da Rússia. Os leopardos gostam de levar suas presas para cima das árvores — Foto: ( Thomas Fuhrmann/ Wikimedia Commons/ CreativeCommons) A onça-pintada ( Panthera onça ) é o maior felino das Américas e o mais forte do mundo. Sua mandíbula pode abater grandes presas, como crocodilos e jacarés. Ela pode ser encontrada do México à Argentina. A onça-pintada é o maior felino da América — Foto: ( Silvio Tanaka/ Wikimedia Commons/ CreativeCommons) Os tigres ( Panthera tigris ) são os maiores de todos os felinos. No início do século 20, havia 100 mil tigres vivendo na Ásia e na Europa,porém hoje existem menos de 4 mil vivendo fora de cativeiro. Os tigres são os maiores felinos do mundo — Foto: ( Chrumps/ Wikimedia Commons/ CreativeCommons) Leões ( Panthera leo ) são os únicos felinos que vivem em bandos. Em grupos, eles encontram força e cooperação para caçar as presas maiores, incluindo bisões, girafas e até elefantes. Grandes bandos, de até 20 leões, vivem na savana da Tanzânia, enquanto grupos menores habitam o Deserto do Namibe. Leões são os únicos felinos que convivem em grupos — Foto: ( Diego Delso/ Wikimedia Commons/ CreativeCommons) O puma ( Puma concolor ) é o mamífero que mais se espalhou pelas Américas, graças à sua extraordinária adaptabilidade e senso de oportunidade. No extremo sul da Patagônia, eles se alimentam até de pinguins. Também conhecidos como leão-da-montanha, são pacientes predadores de emboscada. Os pumas podem correr a 80 km/h — Foto: ( Shahzaib Damn Cruze/ Wikimedia Commons/ CreativeCommons) : Conheça os 7 felinos mais perigosos do mundo

Por que o hipopótamo é tão perigoso?

Os hipopótamos estão entre os animais mais agressivos do planeta. E sua mordida tem uma pressão equivalente a 825 quilos – uma das mais fortes do mundo. Sobre a velocidade, os hipopótamos não nadam. Eles precisam pisar no fundo para se locomover e, geralmente, saltam ou correm.