Quem Criou A Internet?

Quem foi o verdadeiro criador da internet?

Quem inventou a Internet? Conheça 6 curiosidades sobre a origem da web Foto: Reprodução/Unsplash/ bert b Quem inventou a Internet? Conheça 6 curiosidades sobre a origem da web Foto: Unsplash A Internet já é parte fundamental de nossas vidas, seja para trabalhar, para conversar com amigos ou se divertir.

  1. Segundo a empresa NordVPN, os brasileiros passam mais da metade de suas vidas conectados.
  2. Mas fica a pergunta: será que você realmente conhece o mundo virtual? Foto: Reprodução/GIPHY Apesar de o ciberespaço ser usado por milhões de internautas no país, é comum que muitos deles não saibam responder perguntas como “quem criou a Internet?” ou “o que significa WWW?”.

Por isso, o TechTudo separou 6 curiosidades sobre a web que você precisa conhecer. Confira! 🫱 Foto: Reprodução/Unsplash/Leon Seibert 1. Quem inventou a Internet? O físico britânico Tim Berners-Lee é o nome responsável pela Internet como conhecemos hoje.

  1. Em 1989, ele inventou a World Wide Web (WWW), um sistema que, em pouco tempo, permitiria a criação da Internet comercial e, assim, a popularização da rede.
  2. Foto: Getty Images 2.
  3. Popularização da Internet no Brasil Em 1980, universidades brasileiras já faziam parte de redes que as conectavam a faculdades nos Estados Unidos.

No entanto, a Internet só foi explorada comercialmente no Brasil a partir de 1995, e com a chegada de provedores locais em 1996. Foto: Divulgação/Getty Images Com a popularização dos PCs domésticos no fim dos anos 1990 e início dos 2000, a Internet foi ganhando espaço no país.

  1. Aliás, quem navega na web hoje pode até achar difícil de acreditar, mas entrar na Internet nem sempre foi algo tão simples e fácil.
  2. Foto: Dmitry Marchenko / EyeEm / Getty Images 3.
  3. No começo, não havia banda larga Se você tem mais de 25 anos, com certeza lembra do perrengue que era acessar a Internet entre a segunda metade dos anos 1990 e o início da década de 2000.

Nessa época, não havia rede banda larga, e a conexão era discada. Foto: Reprodução/Pexels/Erik Mclean Para entrar na Internet, era preciso uma linha telefônica, um provedor de acesso e uma dose extra de paciência. Quem aí lembra de ficar horas ouvindo um chiado muito característico enquanto tentava acessar a web? 4.

O acesso era via telefone Foto: Reprodução/Pexels/cottonbro studio A linha telefônica ficava ocupada pelo tempo em que a pessoa estivesse online, o que gerava muita confusão entre as famílias. Foto: Pexels/Andrea Piacquadio O acesso era pago pelo custo de uma ligação telefônica. Para economizar, muita gente esperava a madrugada ou o fim de semana para navegar.

E isso sem falar na lentidão da conexão! 5. A Internet era cara e lenta Foto: Reprodução/Getty Images 6. Como surgiram a dark web e deep web? A deep web, fatia da Internet que abriga conteúdos que não são acessíveis por meio de buscadores, é tão antiga quanto a World Wide Web.

Quem foi a primeira pessoa a usar a internet?

Portanto, apesar de não ter sido o inventor da conexão entre computadores geograficamente distantes (a já citada Arpanet), foi o britânico quem desenvolveu o modelo que acessamos cotidianamente. A partir disso, a década de 90 ficou conhecida como o ‘boom da internet’, pois foi quando ela se popularizou pelo mundo.

Quem é o dono da internet no mundo?

Quem é o dono da Internet? Continua após publicidade Bruno Vieira Feijó Oficialmente, ninguém. Mas, na prática, a rede mundial acaba ficando na mão do governo dos EUA. O país tem controle majoritário de dois recursos importantíssimos: os servidores (computadores de grande porte sem os quais a internet não funciona) e os endereços www.

Existem mais de 100 servidores-base espalhados pelo mundo (um deles no Brasil). No entanto, dos 13 que armazenam todas as informações dos demais e controlam tudo o que está disponível na web, 10 estão nos EUA (os outros 3 estão no Japão, Suíça e Inglaterra), sendo que um deles é a “chave mestra” porque também faz cópias dos demais.

A outra carta na manga dos americanos é o Icann, uma corporação sem fins lucrativos que controla todos os endereços da Internet. Apesar de gerenciado por diversos países, o Icann tem sede na Califórnia e é subordinado ao Departamento de Comércio americano.

  • Assim, os EUA são o único país com poder de veto sobre ele (recentemente, o governo Bush proibiu, por exemplo, a terminação “.xxx”, que valeria para sites de pornografia).
  • Esse poder americano tem incomodado alguns países.
  • Liderados pelo Brasil, China e União Européia, eles propuseram que, a partir de setembro (quando terminam os contratos do sistema atual), seja criado um órgão vinculado à ONU para o controle da rede.

Mas uma carta do governo dos EUA usa a segurança como argumento para que o controle continue como hoje e os especialistas prevêem que nada vai mudar em 2006. Created with Sketch. A melhor notícia da Black Friday Assine Super e tenha acesso digital a todos os títulos e acervos Abril*. E mais: aproveite uma experiência com menos anúncio! É o melhor preço do ano! *Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas.

Como foi criada a internet?

A internet surgiu em 1969 com o nome de ARPANET com a empresa Arpa (Advanced Research and Projects Agency). Ela foi herdada de pesquisas anteriores feitas pelos militares americanos na época da Guerra Fria, entre os Estados Unidos e a União Soviética.

Quem trouxe a internet para o Brasil?

A Internet chegou no Brasil em 1988 por iniciativa da comunidade acadêmica de São Paulo (FAPESP – Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo) e Rio de Janeiro UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro) e LNCC (Laboratório Nacional de Computação Científica).

Onde a internet foi criada?

Como Surgiu a Internet ? Podemos dividir a história da humanidade em três importantes eras: agrícola, industrial e digital. Na era digital a sociedade tem recebido o nome de “sociedade da informação”, aquela cuja cultura e economia dependem essencialmente da tecnologia, da comunicação e da informação.

  1. Em tese, todos participam de alguma maneira da interação, compartilhando o conhecimento com base nas informações que possuem.
  2. Através da convergência tecnológica, o processo de troca de comunicação é muito facilitado.
  3. Hoje podemos processar informações variadas em uma só forma: a forma digital.
  4. Diferentes aparelhos são multifuncionais, fazendo uso somente de um pequeno chip.

Através de celulares, por exemplo, acessamos a Internet, ouvimos rádio e músicas em formato mp3, enviamos e-mails, fotos, vídeos e mensagens curtas de texto (SMS), entre tantas outras funções. A era é nova e o nome que deram à sociedade atual é pomposo.

Deve-se ter cuidado, porém, em não generalizar, tendo em vista a realidade brasileira que é marcada pela exclusão digital. Com a queda de preços e o crescimento da Internet a inclusão digital tem aos poucos acontecido, mas ainda a passos de tartaruga. Observemos o que nos ensina Hugo Assmann, professor e Doutor em Teologia, com ênfase em Filosofia da Educação: “A sociedade da informação é a sociedade que está sempre a constituir se, na qual são amplamente utilizadas tecnologias de armazenamento e transmissão de dados e informação de baixo custo.

Esta generalização da utilização da informação e dos dados é acompanhada por inovações organizacionais, comerciais, sociais e jurídicas que alterarão profundamente o modo de vida tanto no mundo do trabalho como na sociedade em geral. No futuro, poderão existir modelos diferentes de sociedade da informação, tal como hoje existem diferentes modelos de sociedades industrializadas.

  1. Esses modelos podem divergir na medida em que evitam a exclusão social e criam novas oportunidades para os desfavorecidos.
  2. A importância da dimensão social caracteriza o modelo europeu.
  3. Este modelo deverá também estar imbuído de uma forte ética de solidariedade.
  4. A mera disponibilização crescente da informação não basta para caracterizar uma sociedade da informação.
See also:  Verdade Que Quando A Coruja Canta AlguéM Morre?

O mais importante é o desencadeamento de um vasto e continuado processo de aprendizagem.” Neste contexto, podemos falar da Internet. A Internet surgiu nos anos 60, na época da Guerra Fria, nos Estados Unidos. O Departamento de Defesa americano pretendia criar uma rede de comunicação de computadores em pontos estratégicos.

A intenção era descentralizar informações valiosas de forma que não fossem destruídas por bombardeios se estivessem localizadas em um único servidor. Não pare agora. Tem mais depois da publicidade 😉 Assim, a ARPA (Advanced Research Projects Agency), uma das subdivisões do Departamento, criou uma rede conhecida por ARPANET, ligada por um backbone (“espinha dorsal”, isto é, estruturas de rede capazes de manipular grandes volumes de informações) que passava por debaixo da terra, o que dificultava sua destruição.

O acesso à ARPANET era restrito a militares e pesquisadores, demorou chegar ao público em geral, pois temiam o mau uso da tecnologia por civis e países não-aliados. No Brasil, a conexão de computadores por uma rede somente era possível para fins estatais.

Em 1991, a comunidade acadêmica brasileira conseguiu, através do Ministério da Ciência e Tecnologia, acesso a redes de pesquisas internacionais. Em maio de 1995, a rede foi aberta para fins comerciais, ficando a cargo da iniciativa privada a exploração dos serviços. Hoje, para conectar seu computador, o usuário paga os serviços de um provedor de acesso ou tem conexão direta.

O fenômeno Internet difere dos outros meios de comunicação conhecidos até agora, haja vista que a postura do receptor no rádio e na televisão é meramente passiva, enquanto em relação à Internet o receptor participa selecionando e emitindo informações.

Há várias maneiras de trocar e obter informações através da Internet, dentre as quais: World Wide Web (www), mecanismos de busca, e-mail (correio eletrônico), peer-to-peer, IRC (Internet Relay Chat), VoIP (voz sobre IP), listas de discussão, bate-papos e mensagens instantâneas. A própria rede, por sua vez, é acessada através de diversos meios, caracterizando o típico exemplo de convergência tecnológica, da facilitação no processo de troca de comunicação.

A Internet está presente em computadores, celulares, palms, e diferentes aparelhos multifuncionais. Voltemos ao tempo. Conseguimos nos imaginar sem esta maravilhosa invenção que hoje é uma oportunidade de atravessar fronteiras, derrubar barreiras e dividir idéias de forma única? Além de tudo, a internet aumenta a capacidade de leitura (também estimulando novas leituras), ajuda a encontrar informações, resolver problemas e, sem dúvida, a adquirir competências cada vez mais exigidas no mercado de trabalho.

Que é considerado o pai da internet?

Tim Berners-Lee, pai da web, diz que governos precisam estabelecer leis de proteção

Considerado o pai da internet, o cientista britânico Tim Berners-Lee disse ser a favor de os governos criarem leis de proteção dos usuários no ambiente das redes.O tema tem mobilizado atenção ao redor do mundo e, no Brasil, o governo (PT) tenta a aprovação no Congresso do chamado,”A web é uma coisa poderosa, mas o que tem de mudar para melhor são as plataformas”, disse Berners-Lee, nesta terça-feira (9), na abertura do 5º Encontro Internacional de Reitores, em Valência (Espanha), evento promovido pelo Universa, empresa educacional do banco Santander.

Tim Berners-Lee é criador do worl wide web – Lola and Pani-20.dez.20/The New York Times Tim Berners-Lee criou em 1989 o world wide web, que revolucionou a sociedade e desenhou a internet como conhecemos hoje. Ele disse que, diante das primeiras experiências com a web, não imaginava onde as coisas poderiam chegar, como os casos de manipulação de eleições, citando a eleição de Donald Trump e o,

  1. Chegamos à conclusão de que os governos precisam fazer alguma coisa e têm de estabelecer leis de controle, para lidar com as coisas más”, disse.
  2. Para que os dados das pessoas não sejam roubados ou mal utilizados.
  3. Não se trata de desconectar, acabar com uma rede quando houver o momento de eleições, o que temos é que utilizar e empregar bem essa rede.” Atualmente, aos 67 anos, é professor e pesquisador do MIT (Massachusetts Institute of Technology), nos Estados Unidos.

Físico de formação, Berners-Lee criou o www quando trabalhava no Centro de Cálculo do, perto de Genebra, na Suíça. O cientista disse que a quantidade de sites cresceu muito rapidamente nos anos 1990 e esperava, sim, que rapidamente todos estariam conectados.

  1. Mas logo percebeu-se algo fora do controle.
  2. As pessoas conseguiram perceber que era uma coisa que estava chegando a um ponto que talvez fuja do nosso controle, a questão de privacidade, que as pessoas possam ser manipuladas”, afirmou.
  3. Para ele, é importante que as “pessoas voltem a ter o controle” da internet, e isso abriria uma porta a muitas outras possibilidades.

“Quando as pessoas veem a web e que a eleição do Trump foi possível através da manipulação na web, o brexit, as pessoas percebem que querem recuperar o controle na web, e temos que corrigir essa direção. Ter uma tecnologia para corrigir esse rumo.” Berners-Lee protagonizou a primeira agenda do 5º Encontro Internacional de Reitores.

O evento, do Santander, reúne até quarta-feira (10) em Valência 700 dirigentes de universidades de 14 países, a maioria da América Latina e península ibérica. No evento, a presidente do banco Santander, Ana Botín, anunciou que a instituição vai investir, até 2026, 400 milhões de euros para o apoio a universidades de 25 países.

Dessas, cerca de 400 são universidades e faculdades parceiras do Brasil. O repórter viajou convite do Santander : Tim Berners-Lee, pai da web, diz que governos precisam estabelecer leis de proteção

Quem que controla a internet?

Quem é o dono da Internet? Continua após publicidade Bruno Vieira Feijó Oficialmente, ninguém. Mas, na prática, a rede mundial acaba ficando na mão do governo dos EUA. O país tem controle majoritário de dois recursos importantíssimos: os servidores (computadores de grande porte sem os quais a internet não funciona) e os endereços www.

Existem mais de 100 servidores-base espalhados pelo mundo (um deles no Brasil). No entanto, dos 13 que armazenam todas as informações dos demais e controlam tudo o que está disponível na web, 10 estão nos EUA (os outros 3 estão no Japão, Suíça e Inglaterra), sendo que um deles é a “chave mestra” porque também faz cópias dos demais.

A outra carta na manga dos americanos é o Icann, uma corporação sem fins lucrativos que controla todos os endereços da Internet. Apesar de gerenciado por diversos países, o Icann tem sede na Califórnia e é subordinado ao Departamento de Comércio americano.

Assim, os EUA são o único país com poder de veto sobre ele (recentemente, o governo Bush proibiu, por exemplo, a terminação “.xxx”, que valeria para sites de pornografia). Esse poder americano tem incomodado alguns países. Liderados pelo Brasil, China e União Européia, eles propuseram que, a partir de setembro (quando terminam os contratos do sistema atual), seja criado um órgão vinculado à ONU para o controle da rede.

Mas uma carta do governo dos EUA usa a segurança como argumento para que o controle continue como hoje e os especialistas prevêem que nada vai mudar em 2006. Created with Sketch. A melhor notícia da Black Friday Assine Super e tenha acesso digital a todos os títulos e acervos Abril*. E mais: aproveite uma experiência com menos anúncio! É o melhor preço do ano! *Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas.

See also:  Onde Vai Ser A PrXima Copa?

Quem é o maior da internet?

Os provedores mais usados pelos brasileiros – A NET (Claro NET) é o provedor de internet mais usados pelos brasileiros, com 22%. A Vivo está em segunda posição, com 16%. E a Claro em terceira com 14%. Em seguida fica a Oi, com 12%. A Brisanet, Cabo Telecom e Tim Live, possuem 3% de participação de mercado cada.

Onde fica a sede da internet no mundo?

Sua sede é em Virgínia, EUA.

Quem criou a Internet em 1969?

Quando surgiu a internet? – A rede surgiu em outubro de 1969 graças à Arpanet ( Advanced Research Projects Agency Network ou Rede da Agência de Projetos e Pesquisas Avançadas), um órgão do Departamento de Defesa dos Estados Unidos. Na época, o recurso também servia para conectar as universidades e laboratórios de pesquisa.

Quando surgiu a Internet no mundo?

Internet foi criada em 1969 com o nome de “Arpanet” nos EUA 12/08/2001 – 09h10 LEONARDO WERNER SILVA da Folha de S.Paulo A internet foi criada em 1969, nos Estados Unidos. Chamada de Arpanet, tinha como função interligar laboratórios de pesquisa. Naquele ano, um professor da Universidade da Califórnia passou para um amigo em Stanford o primeiro e-mail da história.Essa rede pertencia ao Departamento de Defesa norte-americano.

  • O mundo vivia o auge da Guerra Fria.
  • A Arpanet era uma garantia de que a comunicação entre militares e cientistas persistiria, mesmo em caso de bombardeio.
  • Eram pontos que funcionavam independentemente de um deles apresentar problemas.A partir de 1982, o uso da Arpanet tornou-se maior no âmbito acadêmico.

Inicialmente, o uso era restrito aos EUA, mas se expandiu para outros países, como Holanda, Dinamarca e Suécia. Desde então, começou a ser utilizado o nome internet.Por quase duas décadas, apenas os meios acadêmico e científico tiveram acesso à rede. Em 1987, pela primeira vez foi liberado seu uso comercial nos EUA.Em 1992, começaram a surgir diversas empresas provedoras de acesso à internet naquele país.

  • No mesmo ano, o Laboratório Europeu de Física de Partículas (Cern) inventou a World Wide Web, que começou a ser utilizada para colocar informações ao alcance de qualquer usuário da internet.Desde então, a difusão da rede foi enorme.
  • Hoje, a internet tem mais de 250 milhões de usuários em todo o mundo.

Até o final de 2004, o tráfego mundial de e-mails deverá estar em torno de 35 bilhões de mensagens diárias.Quase 90% dos usuários de internet estão nos países industrializados. Os EUA e o Canadá respondem por 57% do total, segundo relatório da Organização Internacional do Trabalho.No Brasil, a exploração comercial foi liberada em 1995.

Como era o mundo antes da Internet?

Manhãs de desenho – A vida antes da internet podia ser tediosa para as crianças. Entre brincar ao ar livre ou ir para a escola, a maioria não tinha muitos afazeres para ficarem ocupados. Isso se não contarmos com a programação infantil, Na época, era comum que a TV aberta exibisse desenhos animados nas manhãs de sábado e domingo.

Em que ano foi criado o Wi-fi no Brasil?

Mas o Wi-Fi só chegou ao Brasil em 2008, quando o protocolo 802.11g já era padrão de mercado. A seguir, entenda os detalhes sobre essa tecnologia de conexão sem fio e conheça as principais características de transmissão das redes Wi-Fi.

Qual foi o primeiro site do Brasil?

De acordo com Getschko, o primeiro domínio comercial registrado no País foi da Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig), em 17 de agosto de 1995.

O que quer dizer a sigla www?

É a abreviação de world wide web, ou rede com amplitude mundial. Esse é o sistema por onde circulam as informações em hipertexto.

Como era a Internet no passado?

Internet discada: o que era e como funcionava? A internet discada era uma forma de se conectar à internet nos anos 90 que consistia no tráfego de dados através de uma linha telefônica. Por isso, era preciso ter um telefone fixo em casa e contratar os serviços de um provedor que poderia ser pago ou gratuito.

Em que ano foi criada a tecnologia?

16 de outubro – Dia da Ciência e Tecnologia Impossível pensar em século XXI sem pensar nos avanços tecnológicos e científicos ocorridos já nas primeiras décadas. No entanto, a preocupação em estudar a origem da vida humana se reporta há muito tempo. As primeiras invenções consideradas tecnológicas datam de dois milhões de anos antes de Cristo, podemos citar entre esses instrumentos criados o machado e a lança, feitos para se defender dos animais e facilitar a vida.

  1. A descoberta do fogo, a invenção da roda, a capacidade de contar o tempo através do calendário e a descoberta da agricultura, foram algumas invenções que, a seu tempo, revolucionaram a sociedade.
  2. Hoje quando falamos em tecnologia pensamos logo na era da informática, nas novas pesquisas científicas que levaram ao avanço da medicina etc.

O homem procura facilitar sua vida cada dia e, por isso, a ciência continua a evoluir. No entanto, todo esse aparato tecnológico pelo qual o homem moderno vive rodeado, não traz só benefícios. Muito se questiona a respeito da emissão de gases por parte das indústrias, no entanto é impossível abrir mão dos avanços conquistados.

  • A fim de se discutir os problemas causados pela atuação do homem diante de tanta tecnologia no dia 16 de outubro comemora-se o Dia da Ciência e Tecnologia,
  • Pesquisas científicas no Brasil Não pare agora.
  • Tem mais depois da publicidade 😉 Em terras brasileiras, as primeiras invenções tecnológicas remontam ao período do Brasil Colônia, quando por volta do ano de 1550 foi criado o primeiro engenho de açúcar.

Na década de 1830 o francês Hércules Florence realizou, no Rio de Janeiro, estudos pioneiros no registro de imagens através da fotografia. Já no final do século XIX, o padre Roberto Landell de Moura realizou experimentos com ondas eletromagnéticas, sendo um dos pioneiros a transmitir voz humana por rádio.

  1. Considerado um dos grandes inventores da humanidade, o Brasil também contou com o mineiro Alberto Santos Dumont, que criou os balões dirigíveis e, anos mais tarde, o 14-bis, um dirigível biplano.
  2. Além desses, outros brasileiros se destacaram por buscar curas e combates a doenças como os médicos Osvaldo Cruz e Vital Brazil.

Diante de tantas possibilidades de pesquisas e avanços nos vários ramos da ciência, o governo brasileiro criou em 1985 o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação. Como órgão da administração direta, o ministério tem a função de planejar, coordenar, supervisionar e controlar as atividades da ciência e tecnologia, além da política de desenvolvimento de informática e automação, política nacional de biossegurança, política espacial, política nuclear e controle da exportação de bens e serviços sensíveis.

Como é que funciona a Internet?

Os computadores se conectam uns aos outros e à internet por meio de fios, cabos, ondas de rádio e de outros tipos de infraestrutura de rede. Todos os dados enviados pela internet são traduzidos em pulsos de luz ou eletricidade, também chamados de ‘bits,’ e depois interpretados pelo computador receptor.

Que é considerado o pai da internet?

Tim Berners-Lee, pai da web, diz que governos precisam estabelecer leis de proteção

Considerado o pai da internet, o cientista britânico Tim Berners-Lee disse ser a favor de os governos criarem leis de proteção dos usuários no ambiente das redes.O tema tem mobilizado atenção ao redor do mundo e, no Brasil, o governo (PT) tenta a aprovação no Congresso do chamado,”A web é uma coisa poderosa, mas o que tem de mudar para melhor são as plataformas”, disse Berners-Lee, nesta terça-feira (9), na abertura do 5º Encontro Internacional de Reitores, em Valência (Espanha), evento promovido pelo Universa, empresa educacional do banco Santander.

See also:  Quanto Tempo Dura Um Resfriado?

Tim Berners-Lee é criador do worl wide web – Lola and Pani-20.dez.20/The New York Times Tim Berners-Lee criou em 1989 o world wide web, que revolucionou a sociedade e desenhou a internet como conhecemos hoje. Ele disse que, diante das primeiras experiências com a web, não imaginava onde as coisas poderiam chegar, como os casos de manipulação de eleições, citando a eleição de Donald Trump e o,

Chegamos à conclusão de que os governos precisam fazer alguma coisa e têm de estabelecer leis de controle, para lidar com as coisas más”, disse. “Para que os dados das pessoas não sejam roubados ou mal utilizados. Não se trata de desconectar, acabar com uma rede quando houver o momento de eleições, o que temos é que utilizar e empregar bem essa rede.” Atualmente, aos 67 anos, é professor e pesquisador do MIT (Massachusetts Institute of Technology), nos Estados Unidos.

Físico de formação, Berners-Lee criou o www quando trabalhava no Centro de Cálculo do, perto de Genebra, na Suíça. O cientista disse que a quantidade de sites cresceu muito rapidamente nos anos 1990 e esperava, sim, que rapidamente todos estariam conectados.

  1. Mas logo percebeu-se algo fora do controle.
  2. As pessoas conseguiram perceber que era uma coisa que estava chegando a um ponto que talvez fuja do nosso controle, a questão de privacidade, que as pessoas possam ser manipuladas”, afirmou.
  3. Para ele, é importante que as “pessoas voltem a ter o controle” da internet, e isso abriria uma porta a muitas outras possibilidades.

“Quando as pessoas veem a web e que a eleição do Trump foi possível através da manipulação na web, o brexit, as pessoas percebem que querem recuperar o controle na web, e temos que corrigir essa direção. Ter uma tecnologia para corrigir esse rumo.” Berners-Lee protagonizou a primeira agenda do 5º Encontro Internacional de Reitores.

  • O evento, do Santander, reúne até quarta-feira (10) em Valência 700 dirigentes de universidades de 14 países, a maioria da América Latina e península ibérica.
  • No evento, a presidente do banco Santander, Ana Botín, anunciou que a instituição vai investir, até 2026, 400 milhões de euros para o apoio a universidades de 25 países.

Dessas, cerca de 400 são universidades e faculdades parceiras do Brasil. O repórter viajou convite do Santander : Tim Berners-Lee, pai da web, diz que governos precisam estabelecer leis de proteção

Quem é considerado o pai da internet e porquê?

Muito se fala sobre internet, redes sociais e o avanço da tecnologia, mas houve um tempo em que a World Wide Web (o icônico “www” que você usa para acessar qualquer site na internet) sequer existia – e nem faz tanto tempo assim! E você sabe qual o ponto de partida para tudo na web como a conhecemos hoje? É aí que entra um dos nomes mais conhecidos quando se trata de internet: Tim Berners-Lee.

  1. Também conhecido como “pai da internet”, ele foi o responsável por criar o World Wide Web.
  2. Cientista da computação, físico e professor no MIT – Instituto de Tecnologia de Massachusetts -, Berners-Lee criou a web como a conhecemos em meados dos anos 1989 e se tornou o primeiro a conseguir uma comunicação bem-sucedida entre o computador e o sistema HTTP (Sigla em inglês para Protocolo de Transferência de Hipertexto, um sistema de comunicação) – usado até hoje.

Basicamente, você se comunica na internet graças a invenção de Tim, que também compartilha com os norte-americanos Robert Kahn e Vinton Cerf – ou para os “íntimos” Bob Kahn e Vint Cerf – o título de pai da internet. Clique aqui para entender qual o papel de Kahn e Cerf na criação da internet. Já ouviu falar em Tim-Berners-Lee? Conheça o homem que tornou possível a comunicação na internet. Imagem: Drserg/iStock A grosso modo, Berners-Lee tornou possível a comercialização da internet, que antes só existia para a comunicação entre militares, universidades e laboratórios de pesquisa.

Quem criou o Wi-fi e em que ano?

A história do Wi-Fi – O Wi-Fi como hoje o conhecemos começou a surgir com os primeiros testes pelo IEEE em 1997, à época transmitindo no máximo 1 Mbps. Em setembro de 1999, foi formado por seis empresas o conglomerado que desenvolveria essa tecnologia e até hoje é responsável por sua distribuição, o Wi-Fi Alliance,

  • Hoje, centenas de empresas compõem o grupo.
  • No mesmo ano veio o lançamento comercial do Wi-Fi, cujo nome tem origem controversa, sendo associado ao Hi-Fi (transmissão de rádio de alta fidelidade) tanto quanto a uma redução de ” wireless fidelity ” (fidelidade sem fio), conceito usado como mote comercial da marca.

À época, os padrões de Wi-Fi já começaram a usar frequências de 2,4 e 5 GHz, até hoje utilizadas, e transmitiam até 54 Mbps, a depender da frequência e do equipamento. Era o chamado Wi-Fi 2. Em 2003, veio o Wi-Fi 3, e, em 2009, o lançamento comercial do Wi-Fi 4.

Nesta fase, o sistema contava com a chamada tecnologia MIMO, que aumentava a taxa de transferência de dados combinando as vias de transmissão. Até hoje a MIMO é usada em planos com baixas larguras de banda, A história do Wi-Fi chega ao seu momento atual com o Wi-Fi 5 (ou Wi-Fi AC ), muito usado em boa parte do mundo, inclusive no Brasil.

O Wi-Fi 5 é o mais usado atualmente por ter uma boa estabilidade e permitir alta taxa de transferência de dados, suportando jogos online e streaming em HD, por exemplo. No entanto, já existe o WI-Fi 6, aprovado em 2021, que suporta quase 10 Gbps por segundo como taxa de transmissão e é compatível com versões anteriores do Wi-Fi.

O que é a internet e como ela surgiu?

Internet foi criada em 1969 com o nome de “Arpanet” nos EUA 12/08/2001 – 09h10 LEONARDO WERNER SILVA da Folha de S.Paulo A internet foi criada em 1969, nos Estados Unidos. Chamada de Arpanet, tinha como função interligar laboratórios de pesquisa. Naquele ano, um professor da Universidade da Califórnia passou para um amigo em Stanford o primeiro e-mail da história.Essa rede pertencia ao Departamento de Defesa norte-americano.

  1. O mundo vivia o auge da Guerra Fria.
  2. A Arpanet era uma garantia de que a comunicação entre militares e cientistas persistiria, mesmo em caso de bombardeio.
  3. Eram pontos que funcionavam independentemente de um deles apresentar problemas.A partir de 1982, o uso da Arpanet tornou-se maior no âmbito acadêmico.

Inicialmente, o uso era restrito aos EUA, mas se expandiu para outros países, como Holanda, Dinamarca e Suécia. Desde então, começou a ser utilizado o nome internet.Por quase duas décadas, apenas os meios acadêmico e científico tiveram acesso à rede. Em 1987, pela primeira vez foi liberado seu uso comercial nos EUA.Em 1992, começaram a surgir diversas empresas provedoras de acesso à internet naquele país.

No mesmo ano, o Laboratório Europeu de Física de Partículas (Cern) inventou a World Wide Web, que começou a ser utilizada para colocar informações ao alcance de qualquer usuário da internet.Desde então, a difusão da rede foi enorme. Hoje, a internet tem mais de 250 milhões de usuários em todo o mundo.

Até o final de 2004, o tráfego mundial de e-mails deverá estar em torno de 35 bilhões de mensagens diárias.Quase 90% dos usuários de internet estão nos países industrializados. Os EUA e o Canadá respondem por 57% do total, segundo relatório da Organização Internacional do Trabalho.No Brasil, a exploração comercial foi liberada em 1995.